Na busca com o Pegada e um Rock de Jesus

texto e fotos : Vital Lordelo

Estive na última semana (de 8 a 17 de abril) em Belo Horizonte.

Fui assinar minha primeira série de serigrafias na Mini Galeria, a que me representa na cidade,   e aproveitei a oportunidade para ativar uma aproximação com o Pegada.
Fui convidado para participar da reunião aberta do Transborda (festival do coletivo),
mas por ser na segunda feira, 11 , meu aniversário, corri a noite de bar em bar e não participei
dessa reunião.
Dois dias depois, nos reunimos e eu cheguei já pegando as articulações da Comunicação. Flávio Chachar , Fabiola e Luiz me receberam como bons mineiros, daquela forma que você se sente da família.
O Núcleo estava em plena produção de material de divulgação, eles produzem com silk
seus proprios cartazes e correm a cidade na madrugada fazendo a divulgação. Fazem uso dos postes da Savassi, que é parecida com a nossa Cidade Baixa.
Eles relataram que colam os cartazes com fita durex para evitar problemas com a prefeitura,
que chegou a multar casas noturnas que pregavam seus cartazes com grude. O mais bacana é que devido às artes serem sempre muito bem pensadas, começou uma cultura de roubar os cartazes do coletivo, mas que estar na rua e estar na casado seu público!
Bom depois dessa conversa e aproximação, viabilizamos – eu enquanto Veneta- uma aproximação entre o Pegada e a Mini Galeria. Efetivando, assim,  um contato a mais dentro do próprio estado para futuras parcerias no poéticas do FDE.

Sábado, dia 16, cai no evento do Pegada (para o qual eles haviam produzido os cartazes)  no Nelson Bordello http://nelsonbordello.com.br/historias-de-nelson/ . É uma casa sensacional (antes de ser o bar, o espaço era alugado por uma igreja e no palco ficou preservando o famoso  “JESUS TE AMA, Nós também”.  O local é incrível! Deviam ter umas 300 pessoas no total, na rua e na casa. Depois de carimbado, vira uma diversão, você tem livre acesso, pode entrar e sair do lugar quantas vezes quiser (a área de fumantes é fora do bar)
O show de bandas como A Fase Rosa e Utopia, ambas fortes representantes do circuito alternativo mineiro, foram fodas. Eu recomendo.
Conversei também com Luciano e Lucas Montimer a respeito de efetivar parcerias entre o PoA – BH .
Nessa fase nova, o Veneta se apresenta como atendimento e articulador , apresentando possibilidades e planos para efetivar rotas e parcerias. Novamente, o Veneta estabelece sua frente de comunicação e liga os pontos, buscando encurtar pontos que até dentro do CFE parecem distantes.

Como bom brasiliense de nascença , baiano de sangue e gaúcho por posição geográfica, aprendi uma coisa com a mineirada:
– Vamos pelas Bordas que Transborda !

Os registros foram feitos em Lomo, efetivando uma visão mais plástica! Afinal, a nossa comunicação e arte tem que se mesclar até nos relatos. rsrsrs

Tópicos rápidos tratados com o Pegada: artes visuais, tecs de design, comunicação, articulação e efetiva troca entre os estados e música.

Anúncios

Sobre venetacoletivo

Veneta, que significa ideia repentina, dar na telha, ou, como diz a expressão pupular, dar na veneta, é uma assessoria de produção e articulação cultural. Atua sobre projetos das mais variadas vertentes, enaltecendo a qualidade e diversidade da cultura regional.
Esse post foi publicado em Ctrl+VENETA, Principal, Tecnologia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s